Por que às vezes é tão difícil fazer escolhas?

Escolher significa seguir em frente, encontrar o novo, ter algo diferente, ter possibilidades de mudanças. Porém, fazer escolhas nem sempre é uma tarefa fácil, pois envolve um conflito entre o emocional e o racional, no entanto, é uma das ferramentas mais importantes que possuímos na vida.

fazer decioes

Sem perceber, diariamente somos obrigados a fazer escolhas. Decidimos a hora de dormir, que roupa iremos usar, escolhemos para quem enviar mensagens. Além das decisões aparentemente simples, também fazemos as grandes decisões.

Quando decidimos por algo, também estamos nos responsabilizando pelas consequências que aquela decisão nos trará. Ela torna-se ainda mais difícil porque avaliamos como o nosso desejo vai repercutir na vida dos outros, e como nossa decisão não vai contra nossos princípios.

Quando você decide por algo, geralmente escolhe algo em detrimento de outra coisa, ou seja, escolher não é simples porque pressupõe o abandono de muitas outras possibilidades. Por exemplo: Quando escolho viajar, deixo de investir o dinheiro da viagem com outras coisas.

Há aqueles que preferem usufruir da zona de conforto do que arriscar na próxima etapa da vida, ou seja, ficar estagnado. Será medo? O medo de errar é o que impede decidir algo, de se comprometer, de investir em algo e não dá certo.  Na verdade, perdemos nossa força de vida quando temos medo de errar.

Chega um momento de nossas vidas em que precisamos enxergar que, por mais que nos esforcemos, nunca satisfaremos nossos desejos e necessidades por completo e nunca satisfaremos a todas as pessoas. Às vezes, queremos tudo na vida, e quem quer muito, às vezes não consegue nada, e às vezes consegue tudo, porém, o preço é caro demais.

O autoconhecimento é fundamental para lidar com decisões mais conscientes e, possivelmente, mais assertivas. Não precisamos ter medo de errar ou perder, pois isso faz parte da vida. Entender isso nos liberta para sermos simplesmente quem somos, para fazer nossas escolhas diárias, mas com sabedoria.

Já pensou na possibilidade de sua decisão dar certo? Antes de tomar qualquer decisão, busque informações sobre as opções que você tem. Se você quer algo, informe-se quais são as formas mais segura para conseguir, se conseguir, invista na sua conquista.

Lembre-se, somos responsáveis pelo caminho que decidimos seguir em nossas vidas. Por causa das nossas decisões teremos felicidades, tristezas, decepções, realizações, e em muitas situações, influenciaremos outros também.

Com carinho! ❤

Desejo uma ótima semana para vocês! 😉

10 formas de identificar um narcisista.

Sabe aquela pessoa que só fala dela? Aquela pessoa que inspira confiança, é encantadora, está completamente centrada em sua própria imagem? Ela pode ser uma narcisista. No entanto, a princípio, nem sempre é fácil  identificá-la.

narcissistic

O transtorno de personalidade narcisista se caracteriza por uma autoestima demasiadamente elevada, ou seja, ele se considera uma pessoa melhor que outras pessoas. De acordo o pesquisador Craig Malking, da Escola de Medicina de Harvard, dos Estados Unidos, os narcisistas são diferentes de outras pessoas, no geral, eles precisam se sentir valorizados.

Você saberia reconhecer um narcisista? Algumas pesquisas apontam algumas das principais características. Veja algumas.

1. Se importa com o sucesso e o poder.

A pessoa narcisista faz questão de ressaltar a própria posição ou de outra pessoa. Ela tem uma enorme preocupação em como alcançar o sucesso. Isso significa que sua maior fantasia é obter sucesso e o poder ilimitado.

2. Explora os outros para conseguir seu próprio benefício.

O narcisista costuma explorar outras pessoas para atingir suas metas pessoais. Mente, distorce a verdade em benefício próprio, manipula os outros para alcançar seu objetivo e não importa as consequências. Ignora ou muda os fatos que vão contra a imagem que construiu de si e não ouve os argumentos baseados na verdade. O narcisista é um controlador.

3. Ausência de empatia.

Umas das características do narcisista é a pouca capacidade de se colocar no lugar de outra pessoa.  Seus problemas, sua dor, sua alegria são mais importantes. Talvez nada reflita mais o comportamento do narcisista do que a incapacidade de compreender e identificar-se com a experiência dos outros. Sendo um egocêntrico, suas necessidades são prioritárias e as do resto do mundo negligenciadas.

4. Necessidade de ser admirado.

A busca por admiração é típica do narcisista. Ele busca ser admirado a todo momento e  em qualquer lugar. Frequentemente desvaloriza outro de forma a manter a sua imagem positiva.

5. Arrogante.

Tudo o que diz ou faz está correto, e por isso deve ser considerado e aceito sem questionar. Com frequência têm uma atitude esnobe com relação às pessoas que ele julga e que não está à altura de seu nível de inteligência, moral, valores, competência ou estilo de vida. Criticar e diminuir os outros, o faz se sentir bem com relação a si mesmo.

6. Tendência a explorar os outros sem sentir culpa.

O sentimento de merecimento transforma a atitude de um narcisista como, cobrar mais por serviços e pagar menos, pedir dinheiro emprestado com a intenção de não devolver e permitir que paguemos suas contas, em coisas normais, impedindo que sinta culpa ou remorso.

7. Excessiva importância com a aparência.

O narcisista adora ser o centro das atenções. Por essa razão, dá excessiva importância ao exterior; corpo e a forma de se vestir. Para captar o máximo de olhares, enaltece seu estilo, usando roupas mais ousadas, e pode fazer com frequência comentários pejorativos sobre o corpo e roupa de outra pessoa.

8. Carismáticos e persuasivos.

O narcisista pode ser muito envolvente e sociável, desde que você esteja cumprindo o que ele deseja e dando-lhe toda a sua atenção. Quando ele está interessado em você. Ele faz você se sentir uma pessoa querida (tudo para a gratificação dele) e quando ele perde o interesse em você (depois de ter conseguindo o que desejava), ele pode deixá-la em um segundo plano.

9. Tendência de ser invejoso.

O narcisista, com frequência, deixa de reconhecer que é invejoso e transforma o sentimento em desprezo. Está pode ser uma inveja aberta ou encoberta. Além disso, sempre considera que é invejado por outros por causa de suas conquistas e capacidade.

10.Gosta de ser tratado de forma especial.

Exige privilégios porque acredita que é especial, insubstituível, sem igual. Ele se sente superior em comparação aos outros. Fala e agi como se fosse a pessoa mais importante do universo. Por essa razão, um narcisista não gosta de ser contrariado ou criticado.

O narcisista existe de várias formas e diversos graus de severidade. É obvio que praticamente a maioria nós temos uma ou duas características descritas acima, mas isso não quer dizer que você tem o transtorno e, sem dúvida, ninguém é considerado narcisista somente por causa da sua própria capacidade e autoconfiança.

Fonte: Sciencealert.com

Com carinho! ❤

Tenham um ótimo domingo e uma maravilhosa semana!

Por que algumas pessoas tem sorte e outras não?

Você já prestou atenção que muitas pessoas têm facilidade de conseguir algo e outras não? O que faz as pessoas serem mais “sortudas” do que as outras, já pensou sobre isso? Será que existe realmente a sorte? 

Sorte de fato não é algo mágico, que abençoa algumas e outras não, o que existe é oportunidade.

Oportunidade

Algumas coisas acontecem para quem aproveita as oportunidades. Essas pessoas sempre esperam que as coisas deem certo, e suas certezas se tornam realizáveis. Isso faz com que eles não desistem ao se depararem com uma situação difícil, são otimistas e atraem as outras pessoas.

Já os “azarados” estão acostumados com à rotina que, quando uma oportunidade surge, ficam com medo de agarrá-la. São pessimistas e as pessoas tendem a evitá-lo porque está para baixo o tempo todo. Evitam conversas com estranhos e quando conversa, não dá a devida atenção. São excessivamente analíticos, passa muito tempo pensando no que fazer.

Coisas ruins acontecem com todos nós, por isso, aprender com as experiências ruins é seguir em frente, dar a volta por cima. É tentar muitas vezes, até consegui e ter a chance de tirar aproveito da oportunidade. Não é se convencer que o futuro será sombrio e que não há sentido em tentar.

Multiplique suas chances de consegui o que deseja aproveitando as oportunidades, tenha coragem. Aumente suas probabilidades fazendo algo diferente, busco o novo, aceite o acaso, não tente ser racional o tempo todo, tenha paciência. Porém, existirão coisas totalmente incontroláveis, puramente dependentes do acaso.

Acredite em você, seja otimista, aceite que a vida tem coisas aleatórias e que podem ser de grande ajuda. Não tenha medo, encare os obstáculos de frente. Mude o caminho, se necessário ou trilhe um caminho possível, mas não desista de seus objetivos. Seja proativo, tome iniciativa, não espere ninguém diga o que precisa ser feito. Tenha em mente, se você fizer tudo ao contrário, você não terá oportunidade. Transforme as oportunidades em situações positivas, porque sorte é questão de comportamento.

Você poderá encontrar dificuldades na sua caminhada, mas não desista, tenham fé e aproveite as oportunidades que a vida vai te oferecer.

“Apesar dos nossos defeitos, precisamos enxergar que somos pérolas únicas no teatro da vida e entender que não existe pessoas de sucesso ou pessoas fracassadas. O que existe são pessoas que lutam pelos seus sonhos ou desistem deles.” Augusto Cury

Obrigada a todos vocês que me acompanharam ao logo desse ano, foi muito bom tê-los por aqui. Desejo de coração um novo ano cheio de coisas boas para vocês.

Com carinho! ❤

Um forte abraço e até mais! 😉

8 comportamentos que fazem você parecer uma pessoa chata.

A maioria de nós normalmente não temos dificuldades em apontar uma pessoa chata na maioria dos ambientes em que vivemos.  Será que conseguimos fazer uma autoanálise de nós mesmos para saber se temos alguma atitude que outros consideram desagradável? Normalmente a pessoa que é ou está chata não presta atenção para no seu próprio comportamento. Está tão absorvida no seu mundo que às vezes é incapaz de perceber como os outros reagem à sua presença.

apenas-uma-pessoa-chata

Trouxe uma lista de 8 comportamentos que podem fazer de você ser uma pessoa considerada chata.

  1. Perfeccionista

A pessoa perfeccionista precisa ter certeza de que tudo aos ser redor seja correto e impecável e do jeito que ela quer. Frequentemente é exigente e ríspida com os seus amigos, familiares e no trabalho. Às vezes ela se torna uma pessoa difícil de lidar.

  1. Tem o hábito de corrigir as pessoas constantemente

Você pode ter a melhor intenção, mas se tem o hábito de corrigir as pessoas, ensinando a maneira correta de expressar, por exemplo, ou em particular ou na frente das pessoas, não é conveniente. Essa atitude deixa a pessoa constrangida e constrange  até mesmo, quem está ao seu redor.

  1. Fala somente de sí mesmo

Pessoa chata não demonstra interesse pela conversa. Fala somente de sí mesmo torna-se um interlocutor inconveniente, muitas vezes atrapalha qualquer interação mais produtiva. A pessoa monopoliza a conversa, não dá oportunidade para o outro se expressar como acontece numa comunicação normal, ou seja, não sente o interesse por temas que não seja o seu próprio. Use sua empatia e tente equilibrar a conversa. Você só precisa estar ciente de como você estar interagindo com a pessoa.

  1. Egocentrismo negativo

Uma das coisas que realmente não é muito bom é conversar com alguém que tem pensamento negativo e reclama de quase tudo. Faz críticas a tudo, nada está bom, só reclama da vida e das pessoas.

  1. Se acha o dono da verdade

É um julgador, é o senhor absoluto do certo e do errado. Sempre tenta convencer os outros a todo custo de seu ponto de vista a respeito de um tema.

  1. Chato desagradável

O chato desagradável é aquele que faz comentários antipáticos, por exemplo, reparar os cabelos, a roupa, o peso etc de você ou de outra pessoa. Desqualifica suas opiniões ou qualquer outra coisa, mesmo dizendo que é brincadeira. Fala alto, dar risada alta e não tem discrição,  Esse chato, pode parecer que você se torne uma pessoa desagradável também.

  1. Chato da rede social

Você é ou conhece uma pessoa que publica tudo o que faz e sente, além de se expor demais nas redes sociais? Pois é, essa pessoa se torna uma chata. Pior ainda é quando ela replica memes ou compartilha supostas notícias sem chegar a veracidade. Se você faz isso todos os dias ou mesmo toda hora, saiba que será considerada inconveniente por muitas pessoas.

  1. Está sempre preocupada com a opinião das pessoas.

A pessoa sempre fica com medo de ser engraçada ou até mesmo rejeitada. Às vezes age forçosamente em determinada situação.

Se você se identificou com uma das modalidades acima, a boa notícia é que a chatice tem cura. No entanto, se você não consegue discernir o suficiente para saber se é ou não uma pessoa chata, pergunte a um amigo sincero. Dê a ele a liberdade para lhe dizer o que realmente sente e percebe ao seu respeito.

Com carinho!<3

Desejo a todos e a todas uma ótima semana. 😉

Como superar momentos difíceis?

A vida é como uma montanha-russa, uma mistura de momentos alegres, situações difíceis e acontecimentos normais do cotidiano. Embora a tendência natural do ser humano seja procurar a felicidade, existem alguns períodos de desânimo onde as pequenas coisas do dia a dia tornam-se complicadas. Há situações que aparecem de maneira inesperada, portanto nem sempre é fácil agir de forma consistente, no entanto, é possível superar as dificuldades.

pensamentos

Quando você consegue superar situações difíceis não somente cresce internamente, mas também aprende valorizar a felicidade e a vida de outra forma, o que te proporciona sabedoria e força interior.

Todos nós temos momentos difíceis que acreditamos que não seremos capazes de superar. A forma de como encaramos estes tempos difíceis é o que realmente define quem somos. Se você já passou ou está passando por uma situação complicada, provavelmente já se perguntou: Como superar momentos difíceis?

Independente do sentimento ou adversidade, quando não temos autodomínio, as emoções são mais complicadas de administrar neste tipo de situação.

Às vezes temos o hábito de achar que tudo ficará bem quando as circunstâncias mudarem.  No entanto, essas circunstâncias só mudarão quando essa mudança ocorrer no seu interior, ou seja, a mudança começa em você mesmo.

Você pode ser positivo em cada adversidade, levando em consideração o caráter passageiro da situação. Lembra do momento difícil que você já conseguiu superar? O que o ajudou a superar, o tempo, sua decisão de mudar ou de não sofrer mais?  A forma como encara a vida é o que faz toda a diferença.

É sempre bom estar informada sobre todos fatos ocorridos na vida. Porém, isso não quer dizer que você deve perder seu tempo tentando buscar alguma explicação para tudo. Muito tempo dedicado a essa situação torna-se mais difícil de superar. Não se agarre a dor, seja gentil com você mesmo, tenha paciência! Ter paciência não quer dizer que você deve assumir atitude passiva.

Muitos de nós nos isolamos quando passamos por um momento difícil. Atitude como essa torna o processo ainda mais complicado. Jamais deixe de fazer o que gosta, não deixe que a preocupação, ansiedade, medo e tristeza domine você. Diante de uma situação difícil, você tem a oportunidade de liberar a força interior.

A força interior ajuda a controlar os sentimentos e pensamentos ruins, assim como ter atitude diante dos fatos. Busque sua força interior e faça com que ela se sobreponha sobre sua mente, assim como a razão se sobreponha sobre o seu  coração.

Com carinho! ❤

Desejo uma ótima semana, forte abraço!

6 qualidades de uma pessoa emocionalmente inteligente.

Nós seres humanos somos criaturas emocionais que tomamos decisões e respondemos estímulos baseados, na maioria das vezes, em nossas emoções. Uma pessoa emocionalmente inteligente consegue identificar as suas emoções com mais facilidade.

emotional-intelligence

O que é uma pessoa emocionalmente inteligente?

  • É a capacidade de gerenciar emoções, incluindo o controle de si mesmo, bem como a capacidade de animar ou acalmar outra pessoa.
  • A capacidade de identificar com precisão as suas próprias emoções, bem como as dos outros.
  • A capacidade de utilizar emoções e aplica-las a tarefas, como pensar e resolver.

Outras vantagens da pessoa com inteligência emocional é a capacidade de se automotivar e seguir em frente, mesmo diante de dificuldades e desilusões. Além disso, sabe reconhecer, compreender, praticar a gratidão, motivar as pessoas assim como, influenciar as emoções dos outros.

Confira seis características que uma pessoa emocionalmente inteligente possui.

1. Autoconhecimento

As pessoas emocionalmente inteligentes são autoavaliativas. Reconhecem suas fraquezas e seus pontos fortes, suas próprias emoções e sentimentos. Tem a capacidade de ter atitudes assertivas, gerenciando proativamente os seus pensamentos, emoções e comportamentos. Trabalham suas dificuldades no momento em que estas surgem, aproveitam os aspectos positivos das circunstâncias e o aprendizado dos acontecimentos desagradáveis.

2. Automotivação

A automotivação é a capacidade de manter o otimismo mesmo diante de situações adversas. Sendo assim, pessoas que desenvolvem esta habilidade tem facilidade em alcançar seus objetivos. Vive a cada dia de forma positiva. Elas sabem onde querem chegar.

3. Empatia

É a capacidade de se colocar no lugar do outro. É entender ou sentir o sentimento de outra pessoa, agir em favor deste, colocando em pratica ações benéficas de modo a suprimir o sofrimento do outro. A empatia assim como a compaixão, podem ser aprendidas e cultivadas através de experiências.

4. Relacionamentos interpessoais

A pessoa que apresenta essa característica é carismática, tem habilidade de interação com outros indivíduos, utilizando competências sociais. Essa qualidade é útil a si e aos outros, porque é através do relacionamento, em grande parte, que temos a habilidade de gerir sentimentos de outros. Além disso, ter bons  relacionamentos interpessoais é importante para a qualidade de vida.

5. Autocontrole

Habilidade de lidar com os próprios sentimentos, adequando-as a cada situação. É capaz de pensar com clareza em situações de pressão. Tem consciência das emoções negativas que os bloqueiam, porém, com a capacidade de libertar-se delas por meio de um processo dirigido pela razão. Manter o autocontrole não significa ser uma pessoa que aceita tudo com frieza e insensibilidade, mas alguém que participa, sente, se envolve e se emociona. O autocontrole é importante para se manter focado em seus objetivos.

6. Autoconsciência

A autoconsciência é como nos vemos, é a arte de entender a si mesmo. A pessoa com esse atributo sabe de suas qualidades, onde é bom e o que ainda precisa aprender. Reconhece os estímulos que pode enfrentar, se prepara para gerenciar a si mesmo de forma proativa e reativa. A autoconsciência o ajuda a entender a importância de manter um equilíbrio profissional e pessoal saudável na vida.

Todos nós têm a possibilidade de melhorar e desenvolver qualquer uma das habilidades. A inteligência emocional pode ser desenvolvida, treinada e aprimorada com a construção de novos hábitos, novas formas de pensar e se comportar. 

Fonte: Livro: Trabalhando com a Inteligência Emocional (Goleman, Daniel)

Com carinho! ❤

Forte abraço a vocês e tenham uma ótima semana. 🙂

 

O lado bom do medo.

O medo sempre foi associado à covardia ou a um sentimento de instabilidade.  Quem sente medo tem uma sensação de preocupação eminente, sensação que algo ruim vai acontecer. Porém, o medo pode nos mover para algo melhor.

sem-medo-viver

Esse tipo de medo não é aquele intenso que às vezes tem que ter tratamento especializado, mas o medo que muitos de nós sentimos; calafrios, do sinal de alerta e que nos faz proteger dos reais perigos existentes.

Sentir medo é inevitável, contudo, nem todo medo é ruim, nem todos os medos são absolutamente negativos, depende das circunstâncias que o rodeiam.

É através do medo que podemos nos transformar, crescer, mudar, enfrentar os desafios, se superar. Porque é através do medo, que temos o medo de fracassar.

De acordo com Freud, o pai da psicanálise, “sem medo, poderíamos ficar sem motivação de competir, inovar” ou seja, o medo conduz o homem a lutar por objetivos.

Na vida sempre seremos impulsionados por medo ou coragem. Viver com medo não é bom, pois nos impede de viver a vida de forma plena. Então como o medo pode ser seu aliado?

Primeiro, identifique o seu medo. O importante é a análise individual da situação e dos sintomas. Pergunte a si mesmo: Eu tenho medo de quê?

Segundo, reconhecendo a realidade do problema e consequência, você saberá enfrentá-lo. O que você não pode fazer é ficar com medo do medo e evitá-lo, dessa forma, você perderá uma grande oportunidade de se superar e transformar o medo em algo positivo.

Terceiro, depois de enxergar o quadro real do momento, canalize sua energia, planeje suas tarefas e aja.

Com carinho! ❤

Forte abraço e até mais! 😀